devaneios online

posts recentes

Novo Código da Estrada ap...

Kit Assalto ?

Kiva, um ano

coisas...

Actividades sexuais!

CUIDADOS SEXUAIS PARA APO...

MusiCÃO ...

Bugs Bunny, pelo 'pai'

Arrumar a mala é fácil

Vinnie Jones ensina a sal...

mini boss

Ge Ni Al

...

A importância dos detalhe...

Angry football birds?

Publicidade criativa

Hmm.. medo de motoqueiros...

Garfield?

gatos (desta vez com água...

Silicone com fartura

Publicidade

subscrever feeds

arquivos

Julho 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Terça-feira, 19 de Agosto de 2008

His dark materials - Phillip Pullman

Acabei há instantes de ler o último livro desta trilogia do Phillip Pullman.

Tenho a dizer que adorei. Há algum tempo que não tinha tanto gozo a ler um livro.

 

Para quem não sabe o primeiro livro "The Golden Compass" foi a história que deu origem ao filme como o mesmo nome.

Em Portugal, livro e filme foram traduzidos para "A Bussola Dourada". Como tem acontecido quase sempre, e apenas adicionei a palavra quase por descargo de consciência, tiro muito mais prazer da leitura do livro do que da visualização do filme. Neste caso até tem uma justificação. Os americanos, com a sua habitual postura, preferiram omitir do filme algumas passagens que teriam certamente dado origem a muita discussão. No filme dá-se muito pouco ênfase à religião, e no livro a coisa pia muito mais fino. Sinceramente não sei como vão continuar a história, pois no segundo livro "The Subtle Knife" a questão religiosa assume um papel importantíssimo. No terceiro livro "The Amber Spyglass" já não assume um papel tão importante, mas continua lá, bem presente e com um papel fundamental.

 

Nos Estados Unidos, a trilogia, e os livros individualmente ganharam vários prémios, nomeadamente prémios de literatura para crianças. Sinceramente não sei se será uma história apropriada para crianças. Acho que não me sentiria muito à vontade lendo-a para criancinhas facilmente impressionáveis.

No entanto, para jovens adolescentes e daí para a frente, acho perfeitamente recomendável. Tem partes lamechas, outras bem violentas, mas no fundo é uma história muito bonita. E acaba bem. Resiste bem ao lugar comum do "viveram felizes para sempre" que tanto se usa mas que tão raramente se observa na vida real.

 

Falando de vida real, é preciso começar logo por lembrar que o livro é uma obra de ficção, produto da imaginação do seu autor, que descreve vários mundos, e vários personagens que não têm necessariamente de possuir reflexo na vida real. O público americano, ou melhor, uma parte do público americano, não percebe que alguém possa atacar a religião, nem que seja numa obra de ficção, e a obra foi alvo de muita polémica e de muita discussão. Houve quem acusasse o autor de heresia, e não duvido nem por um instante que há uns séculos atrás esta história daria direito a uma fogueirita...

 

Lendo a história sem preocupações morais vê-se que é uma maravilhosa história de encantar, onde o bem e o mal se cruzam e interagem por diversas vezes. Lá pelo meio tem vários "ensinamentos" que cada um interpretará conforme quiser. Li a edição portuguesa da Editorial Presença, que um amigo (Obrigado Luís) me emprestou. A prova de que gostei imenso é que já encomendei a versão original. Quero ler a história na língua em que foi originalmente escrita.

 

AR

sinto-me: positivamente inspirado
música: Rick Wakeman - Summertime
publicado por AReis às 00:13
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 17 de Agosto de 2008

Meo... finalmente...

Já aqui tinha dito que subscrevera o serviço meo. Foi no final deste post.

Os #$%#$&#$ souberam telefonar a confirmar, enviar SMS a confirmar e telefonar novamente, para no dia e hora marcada, simplesmente não aparecerem.

Roguei-lhes pragas até mais não... Perdi uma manhã à espera e não foram capazes de me dizerem nada. Nem que fosse uma grande peta, mas pelo menos tinham dito alguma coisa...

 

Bem, a instalação foi agendada para nova data (a Quinta-feira passada), e desta vez, apareceu alguem para fazer a instalação. De manhã, eu já tinha percebido que a linha estava "morta", e desliguei tudo calmamente para libertar o espaço para que pudessem trabalhar à vontade.

 

O técnico apareceu, e começou o trabalho. Trouxe as caixas do modem, e das box's, mais uma mala de ferramentas, e começaram as surpresas... Primeiro olhou para o cabo que entrava em minha casa, junto à janela e perguntou quem o tinha instalado. Foi a PT obviamente! Ele disse que aquele cabo era muito mau.

Encolhi os ombros... Até ao dia anterior tinha funcionado.

Lá ligou tudo e... Não dava sinal nenhum... O modem não "puxava linha" como ele disse. E eu a olhar para ele...

Resolveu completar a instalação enquanto o modem "puxava" a linha. Vai de passar cabo pelo buraco que eu já tinha preparado na parede, colocar fichas RJ-45 em ambas as pontas e ligar às box's.

Tudo pronto e o modem nada.

Ligou para o número de diagnóstico e eu ouvi a resposta: "a linha estava interrompida a 800 m de" qualquer coisa que presumo ser a central. Sinceramente não apanhei o nome.

O fulano foi ao carro buscar mais hardware e começou a injectar um sinal na linha. Depois foi até lá fora e com um aparelho que deve medir o campo electromagnético foi seguindo o cabo. Segundo ele estava tudo bem...

Andou para trás e para a frente. Ligámos e desligámos o router N vezes e nada...

Decidiu ir até à central... Foi até lá e disse-me que quando voltasse o modem já deveria estar sincronizado... O problema é que o modem não o ouviu. Quando voltou estava na mesma.

 

Mais um telefonema de diagnóstico, e agora a distância indicada era outra...

Encheu-se de coragem, e foi ao carro tirar a escada.

Depois subiu ao poste e foi lá medir o sinal...

Sinceramente não contei o número de vezes que o homem subiu e desceu a escada, mas aposto que foram umas 10.

Acabou por decidir passar um novo cabo. Eu ajudei-o a passar o cabo, e com isto tudo já estávamos na hora de almoço e nada de meo.

Pelo meio disto recebi um telefonema da PT a perguntar se o instalador tinha aparecido. Terá sido porque reclamei da outra vez?

Adiámos para almoço... e depois do almoço lá continuámos.

Com o novo cabo a coisa continuava a não dar. O homem estava visivelmente intrigado mas lá voltou ao poste e disse-me que ia mudar para um novo par de contactos. Fê-lo e depois teve de ir à central fazer uma operação semelhante.

Eureka... Desta vez o modem já sincronizava.

Depois foi "abrir" a net. Aparentemente o meu pacote que era opNNNN@telepac, migrou para um pacote asNNNNN@3p.sapo.pt. Com isso acho que perdi uma mailbox, mas não é o mais importante. Logo vejo se a recupero.

Quer o PC quer o portátil funcionaram à primeira.

 

Depois passámos à TV. Fomos ver a box principal e ligámo-la. Lá passou pela sequencia de carregamento e indicou estar pronta. Mas na TV não se via nada...

Toca de configurar a TV, que tem entrada HDMI, mas que eu nunca usara antes.

Por qualquer motivo a desgraçada da TV parecia não receber nada pela entrada HDMI. Experimentámos o cabo SCART et voila aparecia sinal. Da box não era...

Acabei por deixar a TV ligada por SCART, porque senão ainda lá estava a tentar...

Vimos a outra, que apenas tem SCART e a coisa funcionou à primeira.

Deu-me uma breve explicação do serviço, e respondeu a algumas perguntas que lhe fiz e finalmente, cerca das 5 da tarde, foi-se embora.

Eu fui pesquisar na net, o porquê da televisão não gostar do HDMI, e rapidamente encontrei uma solução... Desligar a TV da tomada... ligá-la de novo apenas como cabo HDMI, e só depois ligar os outros cabos. Funcionou :)

 

Já tenho meo, finalmente!

 

Agora, tenho de perceber como mudo o endereçamento do router... Preciso de libertar aquela rede 192.168.1.0 que ele usa por defeito. Encontro opções para adicionar uma rede, mas não para mudar...

Fiz um dump da cpnfiguração e vejo várias referências à rede 192.160.1.0. Se calhar mudo no dump e aplico a nova configuração..

Tenho medo é pelas box's. Será que assumem novos endereços ou será que ficam pasmados?

 

É assunto para mais umas pesquisas.

AR

publicado por AReis às 00:49
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 3 de Agosto de 2008

Dependências da rede

"A sua avaria com o número XXXXXXXX foi entregue a uma equipa técnica responsável pela sua resolução"

 

Há 3 dias que andava a ouvir esta frase.

 

Raramente falo aqui do meu trabalho ou da minha empresa. Mas desta vez tenho que falar.

Participei uma avaria no dia 30/07 às 23:30 (Fiquei sem sinal na linha) e foi resolvida algures ao final do dia 2/08. Não sei exactamente o que era a avaria. Do meu lado não era, pois eu medi a tensão na linha à entrada de minha casa e aparentemente estava desligada. Não recebi nenhum contacto informando-me da resolução da avaria, ou de qualquer outro progresso. Fiz repetidas chamadas para o número 16208 e ainda agora, continuam com a mesma frase gravada, que não me diz absolutamente nada. Ah.. caso não seja explícito, eu já tenho a linha a funcionar, e o adsl tambem. No entanto a mensagem gravada lá continua... ainda hoje, momentos antes de escrever este post confirmei que a mensagem ainda é a mesma.

 

Grrr....

 

Já por várias vezes tinha ouvido pessoas queixarem-se da PT e do seu atendimento, até agora não tinha razão de queixa. 

Quem me instalou o adsl, foi um fulano que se portou de forma exemplar.

Telefonou antes a confirmar, telefonou no dia a informar que estava na central e que ia fazer qualquer coisa na linha, veio a casa instalar o modem e, na minha opinião, foi extremamente profissional. Não tenho rigorosamente nada a apontar-lhe. Agora com esta avaria, o caso muda de figura.

O fulano do Call center estava obviamente a ler uma cábula. As informações adicionais que lhe dei, caíram em saco roto, tenho a certeza. Achei engraçado ele ter lá uma indicação para sugerir os serviços do Meo. Deu-me vontade de rir.

(Para quem não sabe, subscrevi o serviço e na data marcada, não apareceu ninguem)

Depois? Bem depois é um buraco negro, Apenas se pode telefonar para o 16208 e pedir o estado da avaria. Apanhei sempre a tal gravação, e ainda a apanho :)

 

Curioso foi ver a minha dependência do acesso à net.

Durante estes dias, constatei que realmente sou um netaholic. Chegava a casa e ia logo ver se já tinha sinal. Depois, como não tinha, ficava sem saber bem o que fazer.... rogava umas quantas pragas a quem já deveria ter resolvido o problema e pensava "Será que tenho de meter uma cunha?" e lá ia tratar do jantar...

 

 

Bem, o resultado pratico é que acabei o livro que me tinham emprestado, e já tinha começado um outro, quando ontem vim ver se já tinha sinal e Eureka!!

Os ##&#&"% tinham resolvido o problema. Deu para ver o meu jogo de hattrick (Ganhei se é que alquem quer saber) e de seguida fui ler os feeds de rss...

Desisti a meio...  Subscrevi demasiados. Um dia sem os ler, e acumulam-se de forma a se tornar impraticável outra coisa que não marcá-los como lidos.

Espero não ter perdido nada se interesse...

 

 

AR

sinto-me: com ganas de abraçar o modem
publicado por AReis às 15:38
link do post | comentar | favorito
|

Publicidade

disclaimer
AReis
My Tech blog
Aquecedores a óleo
Arrendar Casa
Classificados grátis

pesquisar

 

tags

todas as tags

LibraryThing

Publicidade